Na sessão plenária do dia de ontem, 06 de junho de 2019, os primeiros processos de reconhecimento de cursos da Universidade Estadual da Paraíba foram relatados pelo professor doutor Galdino Toscano e aprovados por unanimidade pela Plenária da casa.

Os cursos de Sociologia, Computação e Educação Física, todos de Campina Grande, foram reconhecidos.

De acordo com as normativas do CEE, o instrumento do INEP – utilizado nacionalmente nas avaliações pelo Ministério de Educação – serviu de referência para os processos avaliativos.

Segundo o presidente da casa, professor Carlos Enrique Ruiz Ferreira, o CEE inovou nestes processos de reconhecimento: “criamos uma nova resolução normativa que prevê, nas comissões de avaliação in loco, um membro externo ao CEE, com reconhecida expertise na área de avaliação, o que conferiu um salto de qualidade do ponto de vista científico e acadêmico nesses processos”. Ele prossegue: “via de regra esses avaliadores externos possuem experiência de avaliação nacional, são cadastrados no INEP e possuem portanto um olhar e uma métrica bastante acurada. Vale a pena agradecermos esses doutores e doutoras (mormemente da UFCG e UFPB) que colaboraram enormemente para o Sistema Estadual de Ensino”.
O relator dos processos, e presidente das comissões de avaliação, professor Galdino Toscano, considerou: “o CEE aprimorou consideravelmente sua metodologia nestes processos. As comissões, compostas por Conselhereiros, por um lado, que conhecem à fundo o sistema de ensino, as legislações, as realidades regionais, e, por outro lado, por avaliadores externos, com expertises específicas nas áreas dos cursos, produziram um resultado bastante positivo no que se refere às análises e avaliações.” E concluiu: “Todos saíram ganhando nesse processo, o CEE, a UEPB e, portanto, o Sistema Estadual de Ensino”.
O vice presidente do CEE, professor Américo Falcone ponderou que “o CEE realizou 7 avaliações neste semestre, inaugurando a nova metodologia. Esperamos concluir todos os processos até o final do ano. É um trabalho árduo mas os conselheiros e os membros externos se dedicam de forma ímpar, por serem conhecedores da importância desses reconhecimentos e renovações de reconhecimento dos cursos da UEPB”.